segunda-feira, abril 23, 2007

A despedida de Vitor Sereno

Não foi qualquer miragem que nos aconteceu recentemente na Holanda, foi mesmo realidade.

Cinco meses ( 14 de Novembro 2006 a 14 de Abril 2007), tivemos a felicidade de ter temporáriamente os serviços de um excelente Cônsul Geral. Homem de H, não só no seu trato profissional como também nas qualidades humanas. Deixa Roterdão com a casa quase arrumada, depois do "terror" que foi vivido pela comunidade e pelos funcionários até inicio de novembro de 2006.

Homem que se dedicou especialmente ao tema dos trabalhadores temporários e conhece neste momento o assunto muito bem. Trabalhou dia e noite, sempre na tentativa de apoiar aqueles que estavam em problemas, e percorreu alguns milhares de quilómetros neste perido que aqui esteve. Enfim foi um profissional de armas e bagagens, para o que desse e viesse, um "bombeiro"que apagou fogos e o "Indiana Jonhnes", que salvou muitas situações. Esta é a verdade pura e crua, pois tivemos um trabalho que foi de comunicacao sistemática. A comunidade esteve protegida com Vitor Sereno.

Mas a partida de Vitor Sereno poderá abrir algumas lacunas. A qualidade profissional foi elevada e de um momento para o outro, e neste periodo transitório ( penso que seja) não existe, nem Vitor Sereno nem Consul Geral. Ou seja, tivemos um patamar elevado na qualidade profissional e agora "tiraram-nos o tapete". Não sei o que vai acontecer se de novo aparecer um caso "Stramproy" ou "Harlem" ou "Venlo"...com simplesmente 6 funcionários no Consulado ( ainda em Roterdão). E mesmo que não aconteca um destes casos, será que vamos continuar a ter alguém que apague os fogos diários, ou que trate os casos de maneira personalizada, ou que "aperte" as autoridades locais, que não estão lá muito interessadas em empenhar-se nas questões dos portugueses.

Continuamos na burocracia e a "chorar", para que haja um funcionário de assitência social. Já passaram 5 meses e NADA!!!!....apesar de ter-mos a promessa do Sr. Secretário de Estado, no passado dia 28 de março, que brevemente estava aberto um concurso!!!???. Começo a ficar cansado e desgastado, não vejo apoios políticos a estas questões da nossa comunidade. Muita conversa, e promessas, mas no concreto............muito pouco ou nada. Todos me dizem que tenho razão, mas fico frustrado com os resultados. Não sou nem nunca fui de "palmadinhas nas costas", e não me convencem com palavras mansas, gostaria de ver mais acção em prol das comunidades e muito em especial, da Comunidade Portuguesa na Holanda. Infelizmente NÃO VEJO NADA!!. Disse isto muitas vezes em discussões acesas ao meu amigo Vitor Sereno ( ele em pouco tempo criou muitos amigos na Holanda). Ele sabe tão bem como eu quais as necessidades desta comunidade. Transmitiu aos seus superiores muitas das recomendações que escutou dos dirigentes associativos mensalmente, que tão bem soube institucionalizar "nos jantares de trabalho mensais". Felizmente não era só o Conselheiro José Xavier que lamentava a falta de apoio á comunidade, felizmente somos muitos a uma só voz. A comunidade reclama mais apoios!

Publicamente, ao Vitor Sereno ( é assim que ele gosta de ser tratado) deixo-lhe um OBRIGADO em nome da Comunidade Portuguesa e que continues assim pela carreira fora. Sei que vontade terias de fazer mais, mas.....existem limitações de burocracias e de políticas.

A Comunidade Portuguesa na Holanda ficou desapoiada com a saída de Vitor Sereno.


1 comentário:

rui henriques disse...

Eu axo muito bom o seu trabalho o apoio k voce da as pessoas portuguesas que se encontrao nao holanda eu tambem fui vitima de trabalho pessoas k abusaram de mim e ao fim de terem aquilo k craim
disseram na minha cara k eu tava despensado esta a ser muito duro para mim tanho pouco apoio as poucas amizades k tinha virarao se contra mim por eu nao conseguir arranjar outro trabalho sinto me so sem dinheiro sem casa sem nada vivo a conta duma amiga minha k esta a sufrer problemas por minha causa gostei desta pagina axo que Sr Carlos Xavier e uma boa pessoa gostaria de ter mais enformacao mas nao tanho nao sei como o contactar deixo lhe o meu numero 0634176046 agradecia pelo menos k me telefona se para me dizer os meus direitos no consulado portugues nao tanho nada em portugal mas se nao tiver alternativa aqui na holanda gostava de puder voltar a portugal mas neste momento nao tanho dinheiro gustava de poder falar consigo muito obrigado Sr Carlos xavier pela sua atencao..